Cursinho Genesis: Miguel Seguin fala sobre vestibular e aprovação

O Cursinho Genesis gosta muito de comemorar a vitória de seus alunos, principalmente quando ela acontece em cursos de maior demanda. O Miguel acabou de conquistar um resultado grande e resolveu nos conceder uma entrevista, para falar um pouco sobre seu método de estudos.

Genesis: Qual é o seu nome e onde estudou no ensino médio?

 Miguel: Meu nome é Miguel e comecei a estudar no Cursinho Genesis de Americana* em fevereiro desse ano, pois tenho o objetivo de cursar Medicina em uma universidade pública. Completei o Ensino Médio no SESI de Americana-SP e apesar de ter tido boas experiências nesse período, a escola não tinha foco em vestibulares, fator determinante para a necessidade de se fazer cursinho.

Genesis: Fale de seus resultados.

Miguel: Após 4 meses de estudos no Genesis, na turma Pré-Med, conquistei minha primeira aprovação no curso de Medicina: passei em 9º (nono) lugar naUSCS  ( Universidade de São Caetano do Sul), no vestibular de inverno.

Genesis: Como estudou? Qual era sua rotina?

Miguel: Com o início das aulas do cursinho, sob orientação do Coordenador Pedagógico, desenvolvi um método de estudos baseado em metas semanais, tomando por base as provas anteriores dos exames que pretendo prestar no final do ano (Fuvest, Unicamp e Unesp, principalmente). Nessa abordagem, as provas são a peça chave do estudo, a partir delas podemos conhecer o exame em vários aspectos, passando pelo conteúdo cobrado, a metodologia aplicada (enunciados, informações fornecidas, o que é esperado do candidato, tanto nas primeiras, quanto nas segundas fases) e definir estratégias para a realização dessas provas dentro do tempo determinado (quais questões fazer primeiro, como e quando fazer a redação).

Genesis: Você acha que seu método vale para outros colegas?

Miguel: Vale ressaltar que a estratégia de prova é algo personalizado. Cada pessoa, de acordo com suas dificuldades e proficiências, a partir desse método, é capaz de determinar como se portará no dia do exame, mitigando assim problemas com o tempo e maximizando o número de questões respondidas corretamente. Quanto ao conteúdo, a realização das provas anteriores durante o período de estudos permite diagnosticar erros e dúvidas com uma maior precisão, pois é importante saber se a sua dificuldade está, por exemplo, no conceito de Química, ou na Matemática envolvida, ou ainda na interpretação do que é proposto pelo enunciado, visto que o estudo deve ser focado no aspecto que proporciona dificuldade e não naquilo que você já sabe.

Genesis: Qual a mensagem que gostaria de deixar para quem vai prestar o vestibular?

Miguel:Existe a ilusão, por parte de vários vestibulandos, de que o vestibular seleciona os mais capazes intelectualmente e que aqueles que não passam são inferiores de alguma forma. Isso não é verdade. Vestibular possui muito em comum com um esporte, em que no final, o que vai fazer a diferença é o quanto você treinou, preparou-se, dedicou-se e se importou com aquilo. Ninguém começa correndo maratona. Até chegar lá, há muitas caminhadas e corridas menores a serem percorridas, barreiras a serem ultrapassadas e estratégias a serem definidas. Se algum dia um resultado te frustrou (e isso acontece com todos, inclusive comigo), não há porque se sentir menos inteligente ou capaz que outras pessoas, mude sua estratégia, descubra onde falhou e supere seus obstáculos rumo à aprovação. É possível sim.

*Informação : O Pré-Med é o cursinho pré-vestibular oferecido pelo Cursinho Genesis de Americana, onde os alunos estudam em período integral.